Recrutamento Online

A Internet pode não ter alterado completamente o mundo, como nos mostrou a bolha de 1999 ou nos tem mostrado a atual crise das ações do Facebook, porém ela já penetrou o bastante em nosso cotidiano, tanto pessoal quanto profissional, para alterá-lo em definitivo. Nos dias de hoje uma empresa sem presença na rede não apenas deixa de divulgar sua marca em um novo meio, como deixa de prestar um serviço essencial, de explorar uma (nem tão) nova fatia do mercado e de usar uma impressionante e abrangente ferramenta de comunicação. Mais do que ser usada para o anúncio, venda de produtos e contatos com os clientes, a Internet também pode ser usada como um meio para o recrutamento.

A principal característica da Internet como meio de recrutamento e a principal vantagem que a mesma oferece com relação às demais mídias, é sua propriedade ativa. Com ela a empresa, independente do seu porte, pode abandonar a postura passiva (divulgar as vagas e esperar o candidato) para assumir uma abordagem ativa e realizar, com muito mais facilidade, o contato direto com os candidatos.

Como o foco da web 2.0 recaindo cada vez mais nas informações a respeito dos usuários, é cada vez mais fácil contatar o candidato e buscar informações a respeito do mesmo. Mais do que isso, as redes sociais possibilitam ainda traçar o perfil do candidato ou buscar rapidamente candidatos que pareçam se adaptar melhor ao perfil considerado ideal para a vaga em questão. Dessa forma, podemos dizer que é possível utilizar a internet (e as redes sociais) como a primeira etapa de seleção, na qual apenas candidatos que pareçam se encaixar no perfil desejado seriam informados e contatados a respeito da vaga a ser preenchida.

Mais do que isso, a empresa pode ampliar o seu contato ativo e formar um “banco” de candidatos. Da mesma forma que a rapidez de processamento e cruzamento de dados permite as empresas manter um banco de dados e buscar por clientes potenciais, essa mesma tecnologia permite que a empresa monte um banco de talentos potenciais e promissores que, futuramente, podem vir a colaborar como a Internet.

Embora a Internet permita um vislumbre da importância da carreira na vida do candidato e de como essa afeta sua vida pessoal (e vice-versa) a internet não substitui outras formas de observação do perfil como a dinâmica de grupo ou a entrevista. Tais formas presenciais de seleção, por serem realizadas em ambientes e situações mais controladas e especialmente voltadas para a observação de determinados comportamentos, possibilitam não só uma percepção mais apurada do que uma busca (independente do quão minuciosa essa última seja) nas redes sociais, como também permite a observação de comportamentos cujas manifestações normalmente não ocorrem em uma rede social (independente de qual das redes sociais seja). 

Então, embora a Internet possibilite novas formas de compartilhamento e associação de informações e novas formas de comunicação, ela não eliminou o contato humano e sua necessidade. Mais do que isso, como comprovam as redes sociais, apenas levaram esse contato humano para “outro campo”. Da mesma forma, a Internet pode ser uma importante ferramenta para o recrutamento e para o processo seletivo, porém o “recrutamento online”, pelo menos por enquanto, ainda não é o recrutamento para acabar com todos os recrutamentos.

Mais artigos
© Copyright 2012 Link Empregos - Todos os direitos reservados