Profissões, as melhores oportunidades no mercado hoje

O crescimento econômico experimentado em anos recentes no Brasil (que nos alçaram ao posto de quinta economia do planeta), infelizmente não se refletiu em um crescimento cultural ou educacional. Mais do que isso, o crescimento econômico não se refletiu nem mesmo em um crescimento da formação de mão-de-obra qualificada. Por isso, algumas empresas em áreas nas quais o crescimento é mais acelerado ou se dá de forma mais rápida temem que ocorra um apagão da mão-de-obra no país (para algumas vagas mais urgentes, algumas empresas já estão importando ou formando mão-de-obra qualificada).

A área mais carente de mão-de-obra no momento no país é a área de Tecnologia da Informação (TI). Estima-se que faltem mais de 70 mil profissionais da área no país. Entidades de classe e especialistas ao relacionar o número de estudantes e profissionais que se formam a cada ano com o crescimento projetado para o mercado de TI estimam, ainda, que o número de vagas não ocupadas na área deve dobrar em dois anos.

Outra área com grande carência de vagas é a de engenharia (especialmente nas especialidades civil, de petróleo, de minas e naval). Com a descoberta e o início das explorações do pré-sal essa área deve apresentar um aumento ainda maior da demanda. Demanda essa que nos níveis atuais já não é satisfeita (o número de vagas para a área criadas por ano é bem inferior ao número de profissionais formados). Tal escassez leva a valorização profissional e ao consequente aumento dos salários, grande parte dos maiores aumentos salariais do país são para a área de engenharia.

Porém, nem só de profissionais de nível superior constitui-se o mercado e suas necessidades. Com as obras para a Copa do Mundo de 2014, as Olímpiadas de 2016 e as obras de infraestrutura iniciadas pelo governo federal – como uma tentativa de manter o crescimento constante – a construção civil também enfrenta uma grande escassez de mão-de-obra. Esses grandes eventos a serem realizados no país exigirão não só o aumento e melhoria da infraestrutura, como também da rede hoteleira. O que deverá levar a uma grande expansão da abertura de vagas na área de turismo (desde o nível de gerência até o de guia).

Também deve haver um crescimento da necessidade de soldadores e outros técnicos da indústria pesada (acompanhando o crescimento da mineração, do petróleo e gás, da indústria naval) e de técnicos em logística (visto que é essencial distribuir melhor as mercadorias pelo país).

Além de possuírem maiores chances de inserção no mercado de trabalho, tais trabalhadores, devido à necessidade de tais profissionais, serão mais valorizados e, por conseguinte, receberão uma maior remuneração. Porém, convém ressaltar, o simples fato de ser qualificado para exercer uma dessas profissões não é garantia de inserção no mercado ou de sucesso profissional, é preciso também, como em qualquer outra área, provar-se como um profissional competente.

Mais artigos
© Copyright 2012 Link Empregos - Todos os direitos reservados