Preenchendo uma proposta de emprego

Preencher uma proposta para uma vaga de emprego não deveria, a princípio, ser uma tarefa estressante. Afinal, todas as informações realmente importantes estão contidas em seu currículo (caso não tenha um currículo ou caso esse não esteja atualizado,antes de começar a pensar em se candidatar para vagas e a se inscrever em agências de recrutamento comece a criá-lo ou atualizá-lo). Contudo, a proposta para preencher uma vaga e/ou a inscrição em agências ou programas de seleção ainda pode conter uma ou duas armadilhas, e este artigo lhe dará dicas para que você as evite com relativa facilidade (e evite o estresse também).

Para fazer um bom cadastro/proposta deve-se ter em mente qual será a utilidade do mesmo para o recrutador. Bom, os recrutadores os utilizam para criar um padrão e para facilitar a busca de um candidato para uma determinada vaga. Com todos os registros contendo informações padronizadas, fica mais fácil realizar uma busca pelo tipo específico de funcionário (e também pelas habilidades, competências e experiência) para assumir a uma determinada vaga. Portanto, a proposta (assim como a entrevista) é uma atividade de marketing pessoal. Porém, como a inscrição é sucinta, a mensagem deve ser ainda mais clara, deixando os detalhes para uma futura entrevista, alguns empregadores usarão essa proposta, juntamente com o CV, como base para muitas das perguntas da entrevista.

Bom, agora que você já sabe como as informações da candidatura serão usadas (e que elas SERÃO utilizadas), seguem aqui as dicas para realiza-la por um caminho seguro, longe das possíveis armadilhas.

Informação sempre à mão

Quando for se inscrever ou se candidatar a uma vaga, tenha seu currículo sempre à mão. Tenha sempre com você também informações referentes a todas as documentações importantes (CPF, RG, etc), mesmo que todas essas já estejam inclusas  no currículo (só por segurança, caso não seja possível abrir/visualizar o currículo durante a inscrição). Além disso, tenha também em mãos contatos (telefone, e-mail) de lugares onde trabalhou anteriormente (esses são bem fáceis de serem esquecidos), caso seja necessáriofornecer alguma referência.

Leia e siga todas as instruções

Como dito acima uma das funções da proposta preenchida é padronizar a entrada de dados do candidato e cada departamento de RH de cada empresa faz isso da maneira que considera mais apropriada. Logo, a empresa deverá fornecer instruções (na própria proposta) de como fornecer esses dados de acordo com o padrão exigido.

Seja preciso

Não adianta seguir a forma se o conteúdo estiver equivocado. Tenha cuidado não apenas com a forma mais também com o conteúdo, ou seja, forneça seus dados corretamente.

Molde suas respostas de acordo com a vaga a que se propõe

Faça uma pequena busca na Internet a respeito da empresa e da vaga a qual se candidatará. Use tal pesquisa a seu favor e concentre suas respostas naquilo que (ao menos, no seu ponto de vista) for mais adequado para a vaga específica para a qual você esteja se candidatando. Lembre-se: a proposta é uma das ferramentas de marketing pessoal que você possui para vender o seu produto (o seu trabalho). É a primeira ação e a entrevista depende dela.

Seja coerente

Não forneça informações em uma proposta que sejam inconsistentes com as informações contidas em seu currículo (independe do fato de seu currículo ser ou não anexado a candidatura específica). Não minta, não exagere e não seja irrealista a respeito de suas habilidades, competências ou características pessoais.

Não seja muito específico a respeito do salário

Mesmo que lhe seja perguntado a respeito da pretensão salarial, não seja muito específico. De preferência deixe em aberto preenchendo com a expressão “a negociar”. Isso aumenta suas chances de ser chamado para a entrevista, pois caso você insira um valor fora do que a empresa tem em mente para a vaga, não será chamado. Caso você consiga realmente impressionar os selecionadores, a empresa poderá pagar mais do que havia planejado inicialmente.

Não forneça informações negativas

Não forneça informações negativas, como por exemplo, advertências ou demissões. Não minta, apenas concentre suas respostas (que tendem a serem breves) nos aspectos positivos para que você consiga ser chamado para uma entrevista. Caso não seja necessário realçar algo negativo, não realce.

Por fim, esteja preparado para tudo

Lembre-se cada departamento de RH de cada empresa tem a padronização para a entrada de informações do modo que lhe for mais adequado. Logo, esteja preparado para preencher desde pequenos formulários com apenas uma folha até grandes formulários com muitas folhas e espaços para múltiplas informações.

Mais artigos
© Copyright 2012 Link Empregos - Todos os direitos reservados